WALTER MEDEIROS

walterm.nat@terra.com.br 




 
 
ZIZEUDA, JOANA D'ARC LEITE, NILDETE, GRAÇA FARO, MÉRCIA, FÁTIMA, EVELINE E GRAÇA BEZERRA  

29.01.2011

 

Vanguarda feminina

 

 

--- Walter Medeiros* – waltermedeiros@supercabo.com.br  

 

 

Em meio à correspondência que recebemos, um envelope chama atenção pela remetente – Rizolete Fernandes, destinada a Graça Medeiros, minha mulher, que, ao abrir depara-se com o comunicado de uma homenagem. O Coletivo Leila Diniz homenageia Maria das Graças Medeiros, “pela sua contribuição ao Movimento Feminista do Rio Grande do Norte”. Trata-se – aquele coletivo - de importante entidade que desenvolve ações de cidadania e estudos feministas e tem como presidente a nossa amiga Rizolete.

Aquele documento de estética tão pura e beleza singela traz consigo uma essência do tempo, de história, de lutas, que tive a ventura de acompanhar por conviver todos aqueles momentos de busca por melhores dias, por liberdades democráticas e novas conquistas de gênero. Acompanhava Graça naquelas atividades junto às companheiras, vivendo as apreensões de confrontar os poderosos que insistiam em manter caladas as vozes que, por sua vez, insistiam em gritar onde era possível e até onde não o era.

Lembro bem os rostos de tantas militantes, cujos nomes cito sem medo de correr o risco de deixar de citar algumas, pois não por isto deixarão de ter o valor de sua luta registado nas honrosas páginas da história do feminismo. Rizolete é um símbolo; Elizabeth Nasser também; Eveline Guerra; Joana D’Arc Leite; Fátima Sá; Ceiça Fraga; Juraneide Silva; Ceres Gomes; Goretti Lucena e tantas outras, escreveram bela página da luta democrática nos anos setenta, oitenta e seguintes.

Quando falar era um risco de vida, lá se via aquelas corajosas mulheres reunidas em casas como a nossa e outras, fundando, entre outras entidades, a União das Mulheres de Natal – UMNA. Uma entidade revolucionária, que tinha objetivo de defender com unhas e dentes os direitos das mulheres. Não ao soutien e seus battons, mas o direito à dignidade do emprego, do salário justo, creches para os filhos, licença gestante ampla e participação em pé de igualdade com os seus companheiros.

Aquelas mesmas mulheres que se reuniam e definiam as bandeiras de luta, vez por outra estavam diante dos algozez que lhes buscavam para depoimentos na Polícia Federal ou na ASI (Assessoria de Segurança e Informação) da UFRN. Ali eram intimidadas da mais variadas formas, ao mesmo tempo em que recebiam “conselhos” para evitar companhias que para eles não teriam futuro, já que eram tidas como subversivas.

Graça lembra, ao receber a homenagem, que ainda bem jovem, em Macau, foi instada pelo Padre Penha a devolver à Biblioteca o livro “A mãe”, de Maximo Gorki e contraditoriamente teve uma discussão com o Monsenhor Expedito, que não admitia que estudantes do Projeto Rondon escutassem em Lajes as músicas do Padre Zezinho, que eram consideradas de protesto. Foram dias de muito suor, apreensão, determinação, desprendimento, valorosos e inesquecíveis, que precisam sem sempre registrados, como a própria Rizolete já tem feito através brilhantes relatos publicados nos seus livros. Como este momento é mais dela, parabéns, Graça!

*Jornalista

 


COLUNAS ANTERIORES

CRÔNICAS E OUTROS ARTIGOS

ADEUS 2010; FELIZ 2011

 

BELA PÁGINA MUSICAL 

CARTA AO MEU FILHO

HISTÓRIA DO RÁDIO

O QUE NATAL DEVE A MARILENE DANTAS

AMOR À CHILENA

O HOMEM DO IBGE

O BEM-TE-VI E OUTROS PASSARINHOS

UMA CORTINA SEM FIM

GRANDEZAS DO ARAGUAIA

HIGIENE MENTAL E LIXO

ANISTIA PARA LUIZ, ONDE ESTIVER

OS GATOS DO CALÇADÃO

POR QUE BEBEM

NATAL EM LISBOA 

TV, BOMBRIL E SAÚDE MENTAL

ALCOOLISMO, ALCOÓLICOS ANÔNIMOS E A JUSTIÇA

UM TIRO NO FOOT

ATENDIMENTO AOS APRESSADOS

SE SE CALA O CANTOR

QUALIDADE PELO TELEFONE

LEMBRANÇAS DA FARDA CAQUI

SENTIR BRASÍLIA

UMA HOMENAGEM A LOIS

EM BUSCA DE UM AMIGO

COMÍCIO DA SÉ, 25 ANOS

MÉDICOS PRECIPITADOS

UMA SAUDADE A MAIS

ISRAEL BOMBARDEIA A HUMANIDADE

CUIDADO COM AS FLORES

ESPECIAL: SEU SEBASTIÃO - 92 ANOS DE BELAS HISTÓRIAS

RESSONÂNCIA HUMANIZADA

ESTUPIDEZ NO SHOPPING DO CARRO

MÉDICOS DE HOJE

MAIORIDADE AOS 16

HUMANIZAÇÃO EM LABORATÓRIOS

IMIGRAÇÃO E COLONIALISMO

TROTE - SOBRE CALOURADA DA UFRN

 ALGO INVISÍVEL NO ATENDIMENTO

DUARTE E SEU JOAQUIM

AL-ANON, UM RECURSO A MAIS PARA PROFISSIONAIS

EXPLICAÇÕES SOBRE A AUTO-HEMOTERAPIA  

O CLIENTE PERDIDO

CACHAÇA NO HOSPITAL

MEDICINA E ARTE

DESCULPAS INÓCUAS

NINGUÉM MERECE!

EVITE O PRIMEIRO ATRITO

PSICOLOGIA NO HOSPITAL

ESTUPIDEZ CONTUMAZ

O VENDEDOR DEZ EM UM

HUMOR NO ATENDIMENTO

GEOGRAFIA DA VENDA

AMIGO TAMBÉM ERRA

QUALIDADE NOS SERVIÇOS DE SAÚDE

MEDICINA DESUMANA

ATITUDES CORRETAS

 

A HIGIENIZAÇAO DO DOENTE

 

 
 

TOPO

MENU

INDIQUE SITES

CIDADES DO RN

FALE CONOSCO

 
 
 
História do Rádio