OBSERVANDO

Wellington Medeiros (*)

welingtonmedeiros@bol.com.br 


 

De zero a 10

            Wellington Medeiros*

 

O jornal - seja impresso, de rádio ou televisão - é apontado como o retrato (ou filme) a mostrar diversos ângulos da sociedade na qual um desses veículos esteja inserido. O noticiário é o reflexo da jornada diária – origem do nome jornal – nos mais diferentes segmentos da comunidade. Daí, somente quem está no batente, ou na ativa como queiram, pode sentir a dificuldade para se fechar uma edição – 35 minutos de televisão, por exemplo - e preparar a pauta para o dia seguinte com quase todas as atividades, comércio, indústria, bancos e serviço público em recesso da passagem de ano. Neste fim de semana – o 1º dia de 2010 caiu na sexta-feira para complicar ainda mais - deu para imaginar se não existisse a estrutura do setor turismo, mesmo Natal cercada de praias poluídas pela precariedade do saneamento básico.

Um início de ano paradoxal diante do que deverá se desenrolar nesses próximos 12 meses. Ano eleitoral, com disputas em níveis estaduais e federal, já tem o Calendário advertindo que desde o dia 1º as entidades que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às eleições ou aos candidatos – ainda pré-candidatos – ficam obrigadas a registrá-las na Justiça Eleitoral. E estamos a 300 dias do pleito – marcado para 3 de outubro. Também ano de Copa do Mundo, a ser disputada na África do Sul, com o Brasil estreando no dia 15 de junho contra a Coréia do Norte, no jogo seguinte, dia 20, a Costa do Marfim e dia 25, Portugal que não nos traz boas lembranças. Foi em 1966, quando o Brasil foi eliminado logo na primeira fase após perder para os portugueses por 3 a 1.

A simples menção dos dois eventos faz com que muita gente faça a previsão simplista de que o ano passará muito rápido. Sem dúvida, transcorrerá de 24 em 24 horas, mas certamente com cada minuto preenchido pelo amplo debate sucessório – Governador e Presidente da República – e disputa em nível estadual de duas vagas para Senador da República, oito para deputados federais e 24 para deputados estaduais. Como sempre tem ocorrido, as principais lideranças conseguiram conduzir em banho maria a definição em torno da disputa principal – a do Governo do Estado – embora só faltem mesmo as convenções e os registros das candidaturas da Senadora Rosalba Ciarlini e do atual Vice-Governador Iberê Ferreira de Souza como os cabeças das principais coligações ora na fase de formatação.

Este ano, a expectativa maior começa a girar em torno da forma que será dada às campanhas. Os grandes comícios a princípio estão descartados. Seja pela insegurança pública ao contágio da gripe suína H1N1que chegaram a reduzir até mesmo o número de pessoas nas missas de final de ano. As carreatas também poderão ser transformadas em gol contra, pelo caos que em dias tidos como normais já é presenciado no trânsito. Restará a mídia impressa e eletrônica. Estudos mostram que, ao lado da TV, a internet será a grande estrela nas eleições de 2010. É que as novas regras eleitorais e a quantidade crescente de internautas no país – 56 milhões de brasileiros têm acesso à rede, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A principal vantagem da internet será a troca de informações e idéia entre os eleitores. E além de oferecer informação em tempo real, apresenta uma vantagem adicional em relação ao rádio e à televisão: a possibilidade de recuperação de notícias e opiniões.

Assim será o jornalismo este ano saindo do zero – a dificuldade para fechar os jornais diante da escassez de notícias - a 10. Em Natal, essa avaliação está valendo para esta primeira semana do ano, já com um feriado nessas 72 horas – as comemorações dos Reis Magos, quarta-feira, 6. Com muitas atividades em recesso – só a Assembléia Legislativa deverá se reunir extraordinariamente na quinta-feira, 7, para votação de projeto do governo. Não vai demorar e entrarão em pauta as polêmicas obras para a Copa do Mundo 2014, a cobrança pela concretização de outras tantas prometidas e que mal saíram dos alicerces – o aeroporto de São Gonçalo do Amarante é um exemplo. Mas, nas telas das TVs água estará jorrando, segurança pública garantindo que as pessoas podem andar pelas ruas com tranqüilidade e saúde até para quem não tem plano. Assim será. Agora, ter quem acredite, é outra história.

 

(*) Wellington Medeiros é Jornalista. 

. Artigo publicado também no Jornal de Hoje, edição de 04.01.2010

 

 

COLUNAS ANTERIORES

QUESTÃO DE HERMENÊUTICA MITO E REALIDADE GOSSIPTERAPIA NOSSA AUTOCRÍTICA NA CABEÇA DE TODOS FUTEBOL-MALA ALÉM DOS 12 ANOS OBSERVANDO O TWITTER PERIGO PREMIADO DITADURA DA JUSTIÇA MARTÍRIO E OS JOVENS DR. PET PAZ NO TRÂNSITO TÚNEL DO TEMPO AGORA É SEM LIMITE CARTEIRADA UNIÃO DOS CONTRÁRIOS EIN, AFINAL RESTAURADA OS DECANOS RESGATE ECOLÓGICO TRAGÉDIA E ÁLCOOL CAMINHO DAS PEDRAS MOMENTOS MÁGICOS O TRABALHO E A CRISE A SEMANA, A PÁSCOA E NÓS DANO MORAL DO PAPEL AO CD-ROM LINGUAGEM CELESTE LUTA DESIGUAL ORAÇÃO E METEOROLOGIA DIA DO REPÓRTER REALIDADE E FICÇÃO TEMAS EM PAUTA DIVALDO FRANCO O PODER FAZ AUTOCRÍTICA MUDANÇAS DE HUMOR O INSTITUTO DOS LUSÓFONOS HAJA SAUDADE NATAL DOS SONHOS DEBATE PELA PAZ ASSÉDIO LEGAL AS DIFERENÇAS CASOS DE POLÍCIA PERSPECTIVAS ENCONTRO COM O SILÊNCIO FIO DE ESPERANÇA A CAMPANHA E A LEI  AS ARIRANHAS E O JH LAVOISIER, ANOS 80 O REENCONTRO O PODER DO VOTO TUDO POR UM CLIPE CRIANÇA NO TRÂNSITO O DECÁLOGO ELEITORAL A CAMINHO DO CENTENÁRIO NO LIMITE DA PACIÊNCIA O PALANQUE E O TEMPO DÚVIDAS E RESPOSTAS A IRONIA DO SACRILÉGIO ESCOLA NA MEMÓRIA O BLOCO DO TEMPO MÉDICOS VETERINARIOS MEDO DE CHUVA TOLERÂNCIA ZERO VÉSPERA DE SÃO JOÃO RESSONÂNCIA MAGNÉTICA FATOS E FESTAS DENGUE E COMUNICAÇÃO A BATALHA DO BEM VIAGEM PRÉ-ELEITORAL A DERROTA DE TODOS ISABELLA E AS MÃES PROIBIÇÃO EM DOSE DUPLA POSSE E HOMENAGEM HISTÓRIA PASSADA A LIMPO DENGUE NO ROL DAS MAZELAS APESAR DE TUDO REFLEXÕES EM CLIMA DE FÉ NÓS E A INSEGURANÇA QUESTÃO DE TEMPO CBN 12 ANOS ESCOLA EM RECUPERAÇÃO JUSTIÇA E CIDADANIA RESGATE DO CARNAVAL TRÂNSITO EM MÃO ÚNICA CAMPANHA 2008 CARROÇA E MEIO AMBIENTE A FESTA E O RETROVISOR É NATAL! ESPAÇO 24/31 RAIVA LICEU, O BOM DEBATE A FAMA E O ÁLCOOL JH, DEZ ANOS O LIVRO DE AGNELO A LENDA E A LÓGICA PROGRAMA DE FINADOS GALERA DAS ANTIGAS O LICEU DE TODOS IMPÉRIO DA LEI O PERIGO MORA AO LADO NOVO RUMO SEMANA DO TRÂNSITO OS ANIMAIS E A POLÍTICA SINAIS DE ALERTA UMA ESCOLA E SEUS PARADOXOS O JOVEM E O TRÂNSITO PRESTANDO CONTAS GRITO QUE INCOMODA RABO DE FOGUETE THEODORICO - 104 ANOS OS HERÓIS E AS SEMELHANÇAS SEARA ALHEIA SERVIÇO PÚBLICO LICEU DAS ARTES CERCO AO TRÁFICO CAFÉ SÃO LUIZ O DEVER DE TODOS ÁLCOOL É POLÍTICA MARKETING RELIGIOSO O BENEFÍCIO DA DÚVIDA  A SEMANA DAS MÃES O MESTRE E A MÁQUINA O GRANDE GIBSON DO TWI AO GESPÚBLICA - O DIREITO E O TEMPO DE TEMPOS E TEMPOS DIA DE SÃO JOSÉ CRIME AMBULANTE  AS INTERNAUTAS DOS MALES, OS PIORES TEMPERATURA MÁXIMA ELAS E A LEI DESORDEM NO PROGRESSO FAÇA-SE JUSTIÇA WANILDO NUNES A PRECE DO POVO ATÉ 2007 FM, NOVO DESAFIO AS IMAGENS DANÇA NO GELO A PADROEIRA A VITÓRIA DE BABÁ SEMPRE VERÃO A FESTA CONTINUA CONTAGEM REGRESSIVA MATA GRANDE FATOS E VOTOS BOAS E MÁS NOTÍCIAS ASTRAL DOS CANDIDATOS ORTEGA E O VOTO DO LICEU AO CEFET A RETA DE CHEGADA BARRIGA DO ALUGUEL FOLCLORE ELEITORAL CLARICE PALMA DO BOATO À INTERNET LOCUÇÕES ELEITORAIS MEMÓRIA VIVA RÁDIO RDJ SEGUNDO TEMPO CEMITÉRIO DO ALECRIM OS AVANÇOS DA JUSTIÇA A SEMANA ANTIDROGAS É UMA FESTA SÓ DA NOSSA NATUREZA HORA DE DECISÕES OS COMERCIAIS ONDE ESTÁ O ATENDIMENTO? ALUÍZIO ALVES

Leia também a coluna Notícias, de Wellington Medeiros, no Site da Rede Tropical

 

TOPO

MENU

INDIQUE SITES

CIDADES DO RN

FALE CONOSCO