WALTER MEDEIROS

walterm.nat@terra.com.br 


04.10.2009

SE SE CALA O CANTOR

--- Walter Medeiros – walterm.nat@terra.com.br *

Uma música em espanhol chegava pelas ondas do rádio para quem sintonizava a Rádio Havana às 6:00 horas da manhã, naquele tempo em que a censura imposta pelo regime militar proibia tudo, e a cada proibição causava um prejuízo inestimável e irrecuperável ao povo brasileiro. A voz de Mercedes Sosa se juntava às de Juan Baez, Pablo Milanez, Milton Nascimento e Elis Regina, em gritos revolucionários desenhados pelas letras de Violeta Parra, entre elas Gracias a la vida.

Pela manhã, os estudantes repetiam baixinho aquelas músicas, junto com o “Vai levando” de Chico Buarque, “Apenas um rapaz latino-americano” de Belchior e um “Argumento” (Ta legal, eu aceito o argumento / mas não me altere o samba tanto assim) de Paulinho da Viola. E seguiam para a noite aonde, nos bares da vida podiam conversar, mesmo que sob olhares dos agentes da ditadura, gritando pelo garçom que apelidaram de “I me free”, para sentir, pelo menos na imaginação, alguma sensação de liberdade.

Faltava liberdade naqueles bares, naqueles campi e nas ruas, pelas quais circulavam revolucionários em atos clandestinos, na luta por dias melhores na Argentina, no Brasil, na Nicarágua, no Chile, na Espanha, em Portugal, Angola, Moçambique e tantos outros países dominados pelos regimes de exceção. Luta que terminou vitoriosa em todos esses lugares, com a retomada dos processos democráticos a partir de bandeiras que reafirmavam: “O povo unido jamais será vencido”.

Eram momentos de vida ou morte, mas que comportavam versos inesquecíveis na voz de Mercedes Sosa propagando os poemas de Pablo Neruda: “Me gusta cuando calas” e era somente aí que se sentia bem com o silêncio. Não o silêncio imposto pela censura, mas o silêncio do amor. Eram versos daquelas belas páginas de “Vinte poemas de amor e uma canção desesperada”, na qual Neruda mostrava um dos maiores gritos da história do homem: “Posso escrever os versos mais tristes esta noite”.

A tristeza veio da truculência, quando Juan Baez foi probida de cantar no Brasil, sob alegação de que sua música era subversiva. Ela que planejava trazer gande prestígio à música brasileira, gravando um disco completo com músicas de Chico Buarque de Holanda. Da mesma forma que nos carnavais brasileiros a censura proibia até ouvirmos a marcha “Bandeira Branca” com Dalva de Oliveira, confundindo-a com a música “Bandeira Branca” de Geraldo Vandré.

Nesta manhã de outubro chega a notícia da morte de Mercedes Sosa. Aquela lutadora que percorreu continentes em nome das mães argentinas e dos povos oprimidos, transformando-se numa cidadã do mundo. Que escreveu belíssimas páginas da música popular, cantando sempre com seu imenso coração e enfeitando o mundo com sua voz forte e poderosa. Com a morte de Mercedes Sosa – como diz a música “Se se cala el cantor” - cala-se um pouco a vida.

*Walter Medeiros é jornalista

 

--- 

 

*Walter Medeiros é jornalista e bacharel em Direito em Natal-RN. Autor dos livros “Onde está o atendimento?” Ed. Viena, "Abelardo, o alcoólatra"

( http://paginas.terra.com.br/arte/cordel/ap009Abelardo.htm ) e "Humanização nos Serviços de Saúde", Ed. Minelli, 2008.

 

 

COLUNAS ANTERIORES

LEMBRANÇAS DA FARDA CAQUI

CRÔNICAS E OUTROS ARTIGOS

UMA HOMENAGEM A LOIS

 

COMÍCIO DA SÉ, 25 ANOS

ISRAEL BOMBARDEIA A HUMANIDADE

UMA SAUDADE A MAIS

ESPECIAL: SEU SEBASTIÃO - 92 ANOS DE BELAS HISTÓRIAS

CUIDADO COM AS FLORES

ESTUPIDEZ NO SHOPPING DO CARRO

RESSONÂNCIA HUMANIZADA

MAIORIDADE AOS 16

MÉDICOS DE HOJE

IMIGRAÇÃO E COLONIALISMO

HUMANIZAÇÃO EM LABORATÓRIOS

 ALGO INVISÍVEL NO ATENDIMENTO

TROTE - SOBRE CALOURADA DA UFRN

AL-ANON, UM RECURSO A MAIS PARA PROFISSIONAIS

DUARTE E SEU JOAQUIM

O CLIENTE PERDIDO

EXPLICAÇÕES SOBRE A AUTO-HEMOTERAPIA  

MEDICINA E ARTE

CACHAÇA NO HOSPITAL

NINGUÉM MERECE!

DESCULPAS INÓCUAS

PSICOLOGIA NO HOSPITAL

EVITE O PRIMEIRO ATRITO

O VENDEDOR DEZ EM UM

ESTUPIDEZ CONTUMAZ

GEOGRAFIA DA VENDA

HUMOR NO ATENDIMENTO

QUALIDADE NOS SERVIÇOS DE SAÚDE

AMIGO TAMBÉM ERRA

ATITUDES CORRETAS

MEDICINA DESUMANA

A HIGIENIZAÇAO DO DOENTE

ATENDIMENTO AOS APRESSADOS

 

QUALIDADE PELO TELEFONE

 

 

TOPO

MENU

INDIQUE SITES

CIDADES DO RN

FALE CONOSCO