HUMANIZAÇÃO E

ATENDIMENTO

Walter Medeiros  walterm.nat@terra.com.br 


29.01.2008

Explicações sobre a auto-hemoterapia

--- Walter Medeiros

Um amigo jornalista pede que explique o que é auto-hemoterapia, esta forma de cura que está sendo divulgada pelo Dr. Luiz Moura. Para oferecer esta resposta, recorro ao próprio Dr. Luiz Moura, através do DVD que trata do assunto, no qual ele define auto-hemoterapia como “uma técnica simples, em que, mediante a retirada de sangue da veia e a aplicação no músculo, ela estimula um aumento dos macrófagos (...), elementos que fazem a limpeza de tudo, eliminam as bactérias, os vírus, as células cancerosas - que se chamam neoplásicas.”

Segundo Dr. Moura, com a auto-hemoterapia “essa ativação máxima só termina no fim de cinco dias. A taxa normal (de macrófagos) é de 5% no sangue e com a auto-hemoterapia nós elevamos esta taxa para 22% durante 5 dias”. Explica que “Do 5º ao 7º dia começa a declinar, porque o sangue está terminando no músculo, e quando termina ela volta aos 5%, daí a razão da técnica determinar que deva ser repetida, de 7 em 7 dias.  

Trata-se de um método de custo baixíssimo, pois basta uma seringa, e pode ser feito em qualquer lugar, simplesmente porque o sangue é tirado no momento em que é aplicado no paciente, precisando apenas de uma pessoa que saiba pegar uma veia e dar uma injeção no músculo, mais nada. Ele assegura que “resulta num estímulo imunológico poderosíssimo”. Opina que “é uma coisa que poderia ser divulgada e usada em todas as camadas da população sem nenhum problema, essa é que é a grande vantagem”.

Polêmica

A auto-hemoterapia vem sendo utilizada há mais de cem anos, com resultados que seriam suficientes para transformá-la em especialidade médica. Além de ter sido objeto de muitos trabalhos científicos, a técnica já foi utilizada em animais, em grupos humanos e é usada regularmente em muitos serviços de saúde ou por particulares. É anterior inclusive a muitas outras especialidades médicas, como a homeopatia e acupuntura. Aliás, é anterior até mesmo ao Ministério da Saúde e ao Conselho Federal de Medicina, que acaba de completar 50 anos.

Há cerca de três anos a divulgação da auto-hemoterapia começou a ter um impulso maior, em vista da gravação e distribuição em todo o Brasil de um DVD pelo Dr. Luiz Moura apresentando explicações importantes. Em abril de 2007 o FANTÁSTICO apresentou matéria sobre o assunto, deixando à mostra a intenção de denegrir a técnica, através de participações lamentáveis de dirigentes de entidades da área de saúde. Havia pouco tempo que o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro tentara desclassificar a prática, através de um parecer cheio de falhas.

Em seguida à matéria, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA resolveu emitir um documento classificando a auto-hemoterapia como ilegal, embora não exista nenhuma lei que a proíba. A base seria uma resolução do CFM, que dubiamente permite outras práticas que considera ainda não comprovadas cientificamente. Também o CFM emitiu um parecer, publicado em dezembro de 2007, considerando a auto-hemoterapia como técnica sem comprovação científica, mas o próprio parecer é completamente enviesado, motivo pelo qual não merece crédito. Tanto que a própria ANVISA resolveu ouvir outros setores para poder adotar um posicionamento definitivo.

Médicos

Enquanto os conselhos de medicina agem de forma atapalhada, muitos médicos estão sugerindo e exigindo a realização de estudos e pesquisas para comprovar a eficácia da auto-hemoerapia. Já se pronunciaram, entre outros, os Drs. Alex Botsaris(RJ); Francisco Rodrigues, Tarcísio Gurgel Eliel Sousa(RN); Júlio Bandeira (PB); Marcus Mac-Ginity (BA) e Ronaldo João (MG).

Além disso, a necessidade de avaliar mais precisamente o uso de uma técnica alternativa de tratamento no Brasil levou o site Orientações Médicas a promover a primeira pesquisa virtual de sobre Auto-hemoterapia. A pesquisa, que está na Internet desde o dia 9 deste mês, é destinada somente para pessoas que fazem ou já fizeram aplicações de Auto-hemoterapia durante um período mínimo de um mês. Já responderam ao questionário cerca de 130 pessoas.

Por outro lado, um grupo de defensores da auto-hemoterapia, formado por pessoas que defendem o Direito de continuar o tratamento, entre eles pesquisadores, médicos, enfermeiros e terapeutas que se sentem ceifados em suas pesquisas e atendimentos, com a proibição da auto-hemoterapia, fez um abaixo-assinado e estão sendo coletadas assinaturas para levar ao Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva e ao Ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

Para se informar ou participar de discussões sobre o assunto, existe o fórum (Auto-hemoterapia – relate sua experiência - http://inforum.insite.com.br/39550/ ). Se a pessoa já fez ou está fazendo AHT, o forum pede que relate os resultados, mostrando que “A divulgação dessas experiências é que irá tornar esse tratamento mais confiável, já que a AH é muito criticada pelos médicos tradicionais, por falta de resultados consistentes e por não existirem pesquisas cientificas que comprovem a sua eficácia”. É feita a observação de que  o fórum visa apenas a troca de experiências de pessoas que estão se submetendo a esta terapia, seja por opção própria, seja por prescrição de alguém.

 

--- 

 

*Walter Medeiros é jornalista e bacharel em Direito em Natal-RN. Autor dos livros “Onde está o atendimento?” Ed. Viena e "Abelardo, o alcoólatra"

( http://paginas.terra.com.br/arte/cordel/ap009Abelardo.htm ).

 

 

COLUNAS ANTERIORES

CACHAÇA NO HOSPITAL DESCULPAS INÓCUAS EVITE O PRIMEIRO ATRITO ESTUPIDEZ CONTUMAZ HUMOR NO ATENDIMENTO AMIGO TAMBÉM ERRA MEDICINA DESUMANA ATENDIMENTO AOS APRESSADOS QUALIDADE PELO TELEFONE MAIORIDADE AOS 16 ANOS ALGO INVISÍVEL NO ATENDIMENTO AL-ANON, UM RECURSO A MAIS PARA PROFISSIONAIS O CLIENTE PERDIDO MEDICINA E ARTE NINGUÉM MERECE! PSICOLOGIA NO HOSPITAL O VENDEDOR DEZ EM UM GEOGRAFIA DA VENDA QUALIDADE NOS SERVIÇOS DE SAÚDE ATITUDES CORRETAS A HIGIENIZAÇAO DO DOENTE

CRÔNICAS E OUTROS ARTIGOS 

 

TOPO

MENU

INDIQUE SITES

CIDADES DO RN

FALE CONOSCO